Espero que seja útil. Partilha com uma amiga.

Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

7 Passos para uma Estratégia Digital de Sucesso

Vou apresentar-te 7 passos que são essenciais para quem está no digital!

Sim, porque estar no digital não é apenas ter um site ou uma página! É necessário fazer um plano e saber como comunicar e com quem. A isto se chama estratégia!

E a estratégia é a base do teu negócio.

Com este artigo o que pretendo é dar-te as primeiras luzes para criares a melhor estratégia para o teu negócio digital, para que implementes pequenas operações que vão garantir que consigas mais resultados e de forma eficiente!

 

1º passo –  NICHO

O primeiro passo para uma estratégia digital de sucesso é teres uma noção clara daquele que é o teu nicho!

Sei que por vezes parece difícil definir o nicho onde vamos atuar. Mas só definindo o teu nicho e saberes realmente para quem estás a comunicar, é que vais conseguir entregar mais valor aos teus produtos ou aos teus serviços.

Quando tu não te posicionas de forma clara, estás a falar para toda a audiência, e isso seria como falar para o oceano inteiro. E desta forma é muito difícil chegar ao cliente com quem tu queres trabalhar.

Vou te dar um exemplo:

O meu nicho são empresários – este é o primeiro patamar de afunilamento – empresários.

Sou mentora de negócios – Segundo patamar de afunilamento – negócios

No entanto, se eu apenas me definir desta forma estou a falar para um oceano de possibilidades e estou a competir com os business coach, especialistas de marketing e outros mentores!

Por isso tenho que afunilar mais para chegar às pessoas com quem eu realmente quero trabalhar.

Por isso, dentro do grupo de empresários, escolho mulheres empresárias que querem ter mais resultados no seu negócio.

E como é que eu as ajudo a fazer isso? Através de estratégia digital!

 Como vês, avancei mais um patamar no meu nicho .

  • O meu nicho são Mulheres Empresárias que precisam da minha Mentoria em Estratégia Digital para conseguirem alcançar mais Resultados!

E pretendo mostrar-lhes que elas merecem ter uma vida de sonho, aquela vida que muitas vezes elas querem, mas não acreditam que merecem. E acredito e quero lhes mostrar que podemos fazer isso através da transformação dos seus negócios, de forma a ganhar dinheiro e alcançar a vida que querem.

Percebes, como esta minha definição de nicho é diferente de simplesmente dizer: Sou mentora de negócios para empresários?

Para definires o teu nicho, crias uma escada e vais preenchendo cada nível afunilando até chegar ao topo.

 

Passo nº 2 Avatar (Persona/ Cliente ideal)

Avatar/persona e cliente ideal são termos equivalentes utilizados no mercado digital.

Agora que já percebeste a importância de definires o teu nicho, tens que perceber quem é o teu avatar! O avatar não é mais do que o teu cliente ideal, aquele cliente com quem tu queres trabalhar.

  • Se já tens clientes no teu negócio, tens de perceber que tipo de pessoas é que compram os teus produtos ou serviços;
  • Se ainda não tens cliente, então tens que começar por perceber a quem é que tu queres chegar com o teu produto ou serviço.

E sabes porque é que é importante fazer isto?

Porque todos nós, inclusive tu, tens necessidades, dores, desejos, sonhos, e expectativas para a tua vida.

No meu caso, o meu avatar és tu, empresária que se sente assoberbada, cansada, stressada e que não tem um plano para seguir! E não consegues ter resultados consistentes no teu trabalho, sem trabalhar em demasia!

E o que eu faço é comunicar de forma clara que posso ajudar-te através da minha mentoria – a elaborar um plano e guiar-te passo-a-passo para conseguires ter mais resultados! 

E reforço que eu vou estar ao teu lado, eu vou acompanhar-te e que tu podes pertencer a uma comunidade de empresárias, que se sentem tal e qual como tu.

Quando eu comunico desta forma para a pessoa que eu sei que é o meu avatar, eu tenho mais hipótese de conseguir vender.

É aqui que começa o trabalho, é aqui que começas a vender não só pelo preço, mas sim pelo valor.

Porquê? Porque ao comunicar diretamente com aquela pessoa em particular, falando para os seus desejos, as suas necessidades, as suas dores, eu estou a garantir que eu vou conseguir transmitir o benefício que a pessoa vai receber quando adquirir o meu produto ou serviço.

Quando souberes identificar bem, o real benefício que o teu produto ou serviços tem e o apresentares à pessoa que realmente precisa desse produto, vais conseguir vender.

Ex para um produto – batom vermelho.

Um batom vermelho nunca é só um batom. Existem vários tipos de batom – os batons cremosos, mate, gloss, por exemplo. Quando vais escolher um batom vais escolhê-lo com uma determinada característica, que vai atender aquilo que tu precisas naquele momento.

Eu só uso batom matte. Porquê? Porque são batons de longa duração e por isso não preciso de estar preocupada em retocá-lo ao longo do dia! Para mim é muito mais prático e praticidade é algo que eu procuro na minha vida.

O mesmo se aplica a um par de tênis, por exemplo

Que características procuras quando vais comprar um novo par de tênis? Que necessidade esse calçado tem de atender? Tem de ser confortável? Bonito? O último grito da moda?

Não te esqueças que na realidade, a maior parte das compras são feitas de forma emocional! Depois é que tentamos racionalizar a compra que fizemos.

As compras são muitas vezes resultado do uso de gatilhos, que são acionados no nosso consciente ou inconsciente e que nós depois tentamos justificar de forma racional.

Quantas vezes é que tu comprastes coisas porque achavas que precisavas, mas depois nunca lhes deste uso.

E pensa, o que te levou a fazer aquelas compras? Vais perceber que tiveste gatilhos que te levaram a adquirir esse produto que está em tua casa e que não utilizas.

Principalmente naquelas compras que fazemos de forma impulsiva. Um bom exemplo são os saldos! Nesta época, quando vais ao shopping compras peças simplesmente porque estão baratas, ou porque em breve os saldos vão acabar. Não compras necessariamente por precisar daquela peça em particular.

 

Passo nº 3 – Autoridade

A autoridade está no mesmo campo que o posicionamento! São duas coisas distintas, mas são duas coisas que são extremamente importantes! Principalmente quando nós trabalhamos no digital!

A autoridade começa a ser construída quando tu falas para um público específico e quando tu resolves os problemas desse público específico.

A autoridade surge quando tu te tornas um especialista dentro da tua área  (por isso é tão importante definir o nicho).

Se ajudas um público específico dentro de um nicho a resolver determinado problema, vais começar a tornar-te conhecido pela transformação que geras no negócio ou vida dessas pessoas. E consequentemente vais começar a receber testemunhos dessa transformação.

Voltando ao meu exemplo:

Eu, a Vanessa, sou mentora de negócios, especialista em estratégia digital! Ou seja, todos os dias trabalho para me tornar uma especialista da minha área – mentoria de negócios com o subnicho da estratégia em digital! O que eu estou a transmitir às minhas futuras clientes é que eu consigo ter resultado e ajudar outras empresárias a terem resultados.

Agora analisa o teu caso. Normalmente o que é que as pessoas te dizem depois de comprarem o teu produto ou serviço? Como é que as pessoas se sentem depois? Costumas receber testemunhos e partilhas isso nas redes sociais?

Este passo é muito importante! Mesmo que as pessoas não queiram aparecer é importante partilharem o que acharam do teu serviço ou produto, mesmo que só por mensagem.

Por exemplo:

  • A compra foi fantástica!
  • Sinto-me bem com estes brincos!
  • Estes brincos fazem-me sentir tão especial!

Os testemunhos realmente transmitem o resultado que o teu produto ou serviço teve.

Como é que consegues os testemunhos?

Podes enviar um questionário após a compra ou podes enviar uma mensagem privada a perguntar como as pessoas se sentiram após a compra. Como é que o produto ou serviço as fez sentir?

Na prática, não é o nome que deve ser a autoridade em si, mas sim os teus métodos, produtos ou serviços! Tu vais estar por trás, a trabalhar a tua autoridade juntamente com os teus produtos ou serviços, permitindo que as pessoas percebam o real valor que entregas e a transformação que geras.

 

Passo 4 –  Escada de Valor

A escada de valor depende muito de teres uma noção clara de todos os serviços ou produtos que tens, dentro daquilo que tu fazes.

Se és da área de serviço e cobras à hora ou cobras à sessão, é importante que mudes a tua maneira de fazer negócio.

Deves definir pequenos programas, que te permitam acompanhar o teu cliente a obter resultados cada vez mais consistentes. Isto permite que após a  venda de  apenas um serviço, o cliente volte a recorrer a ti. Vê isto como um acompanhamento ao longo do tempo, em que conduzes a evolução do teu cliente.

Se imaginarmos, por exemplo, que o teu cliente te contacta para adquirir uma sessão de 30 min. Tu tens que ter mais serviços para lhe oferecer para garantir que  acompanhas o cliente na sua evolução, e que efetivamente este cliente continue a ser teu cliente.

Nos produtos, funciona da mesma forma, e é importante que tenhas noção de que podes implementar esta escada de valor.

Neste caso, tens que analisar quais são os produtos que te dão mais lucro, maior faturação ,e se de facto estás a ter o lucro que devias com este produto.

É extremamente importante que tu tenhas a noção de como é que a tua empresa está a  funcionar.

Se imaginarmos que tens um negócio de bijutaria, vendes pulseiras de vários valores – 5€ e 10€. Mas para além das pulseiras também vendes brincos de 15€  e colares de 20€. Por isso, o que tens de fazer é criar uma relação com o teu cliente para que efetivamente ele continue a subir a tua escada de valor, ou seja mesmo que faça uma compra pequena no início, possa mais tarde vir a completar o conjunto com brincos, colares e sobretudo que se lembre de ti sempre que precise de adquirir estes produtos.

No fundo, a escada de valor ou a pirâmide de serviços é onde tu colocas todos os teus produtos, todos os teus serviços para perceberes qual é o produto mais barato e qual é o produto mais caro e qual é o produto que depende menos de ti e qual é que depende mais de ti. 

Precisas de saber isso porque a escada de valor, na prática, nada mais é do que o plano financeiro do teu negócio. E tu tens que saber qual é o caminho que o cliente pode fazer dentro do seu negócio.

O objetivo final é que o cliente continue contigo porque é muito mais barato para ti e menos cansativo, conseguires que o teu cliente continue a comprar de ti e se mantenha teu cliente do que estares constantemente à procura de clientes novos.

Óbvio que temos de continuar a procurar clientes novos, mas se trabalharmos a conversão dentro do grupo que já temos é muito mais fácil e muito mais barato.

A grande questão é que muitos empresários ou empresárias não têm esta consciência. Não têm noção dos produtos e serviços que têm, nem da forma como estão dispostos na empresa, nem da faturação e do lucro, nem de quanto é que estão a ganhar com aquilo.

Mas tu precisas de saber, em concreto, como deves vender e como é que  está disposto na tua empresa.

 

Passo 5 – Estratégia.

Estratégia! E porque só agora te estou a falar da estratégia? Porque a estratégia não pode ser delineada sem teres o teu nicho definido, o teu avatar e sem teres a tua escada de valor!

Também precisas de saber em que assunto específico te podes tornar um especialista e uma referência na tua área. Isto aplica-se a qualquer negócio.

No fundo, a estratégia nada mais é do que teres um plano concreto.

Por exemplo:

Se fazes lançamentos, seja de produtos ou serviços, tens que ter bem definido que produtos ou serviços vais lançar e em que período! E com que antecedência vais começar a falar desses produtos!

Esta estratégia também implica estratégia de comunicação dentro das redes sociais.

Muitas vezes nas redes sociais, os empresários (as) só colocam produtos ou serviços, mas tu tens que garantir que nas tuas redes sociais o teu conteúdo é um conteúdo que gera conexão.

Se publicitares apenas produtos ou serviços, tu vais estar só a trabalhar pelo preço porque tu vais ser comparada com pessoas que trabalham exatamente naquilo que tu fazes e pessoas que trabalham na tua área.

Por isso é tão importante garantir que toda a tua comunicação vai ser voltada para criares uma conexão com o teu avatar.

E qualquer estratégia começa com uma estratégia de comunicação!

1º Perceber:

  • Em que redes sociais queres estar presente: Instagram, Facebook, YouTube…
  • Se tens um site – o teu site tem de estar de acordo com o SEO
  • Se tens uma loja online é extremamente importante que tu tenhas um blog.
  • A forma como te comunicas – se fazes vídeos, stories, reels, lives?

É muito importante agilizar toda esta estratégia e utilizar todas as ferramentas disponíveis no teu negócio. É importante perceber o que podes entregar de valor às pessoas e tornar os teus produtos ou serviços irresistíveis para que a pessoa não consiga dizer que não.

E atenção – Comunicação não é só fazer post nas redes sociais!  Tu tens que saber o que é que aquele post, aquele e-mail, aquele vídeo pretende transmitir às pessoas!

Com esta análise tu tens a consciência do que queres alcançar com determinada acção, e se não resultar, tu consegues avaliar o motivo. Consegues perceber se  precisas de mudar a forma como comunicas, se estás mesmo a falar para o teu avatar (persona/cliente ideal), se um determinado produto não está a funcionar bem, qual o produto que o poderia substituir. Analisar as métricas e melhorar é o que vai permitir que o teu negócio cresça!

Tens que assumir que precisas de uma estratégia concreta no teu negócio para conseguires ter mais resultados, para conseguires vender mais, faturar mais, e para que eventualmente possas estar mais tempo longe do teu negócio, teres mais tempo livre! Sim,  porque quando tu começas a ganhar mais, tu podes delegar trabalho ou podes vender só que ele produto ou serviço que te traz mais rendimento.

A estratégia é algo que é muito importante e não é estática, e para que o teu negócio evolua tens que tomar uma acção e comprometer-te com as mudanças. Se não fizeres o teu negócio não vai crescer, por isso não negligencies a estratégia.

 

Passo 6 – Automação

Este passo é fundamental para que teu negócio cresça!

O teu negócio vai crescer a partir do momento em que perceberes que no digital é importante que tenhas várias ações automatizadas.

No digital, não podes estar só dependente das redes sociais, não pode estar só dependente da forma como o algoritmo funciona. Como sabes as redes sociais são plataformas gratuitas e, ou tu investes em anúncios pagos para chegares a mais pessoas, ou então vais estar sempre dependente da conexão que tu criastes nas tuas redes sociais, seja no Instagram ou no Facebook. E desta forma é difícil escalar o negócio.

Existem várias formas de automação, como por exemplo automatizar agendamentos de posts nas redes sociais para não teres que fazer post todos os dias ou perderes muito tempo a pensar o que  vais escrever nas redes sociais.

Mas o que tu precisas mesmo é de uma lista de email. Existem várias plataformas online que podes utilizar. É extremamente importante que tu tenhas uma plataforma automatizada a funcionar que te permita captar contactos, pois isso vai permitir-te aumentar a eficácia da comunicação com potenciais clientes.

De facto a lista de emails é algo com uma taxa de conversão altíssima. As listas de emails também chamadas captação de leads têm realmente uma grande taxa de conversão no que diz respeito a vendas. Através das plataformas de e-mails tu podes automatizar e-mails para fazer uma pequena conversa com o cliente para perceber em que estado é que aquela lead está!

Podes conseguir esta lista oferecendo em troca do email

  • ebook,
  • master class,
  • check list,
  • desafios

Claro que nem toda a gente vai abrir o email, há pessoas que fazem download do ebook e depois nunca mais abrem os nossos emails, mas não são a maioria.

E assim quando fores fazer um novo lançamento, quando precisares de obter informação sobre os teus potenciais clientes ou quiseres enviar informações úteis, posts de blogs ou outros, podes enviar diretamente para esta lista de email, que são os contactos que já tens e são potenciais clientes.

Claro que também é  importante continuar a crescer desenvolvendo mais produtos ou serviços, melhorarmos a nossa imagem, mostrar mais provas sociais do nosso trabalho e mudarmos os nossos equipamentos.

O crescimento é todo um processo. Quando aumentas a tua perceção de valor, podes aumentar o preço dos teus produtos ou serviços e isto deve-se à  estratégia e automação.

 

Passo nº 7 – Delegar

Este passo tanto se aplica à estratégia como ao próprio negócio.

A maior parte das empresárias têm muita dificuldade neste ponto porque acham que tem que fazer tudo ou acham que é um desperdício de dinheiro.

No entanto, para conseguires inovar e ser criativa no teu negócio, precisas de tempo. Por isso, se existem tarefas que não  fazes tão bem ou se estás com pouco tempo para dar atenção a todos os aspetos, então a solução é delegar.

Já falamos das  automações que podes ter no teu negócio (automatizar o máximo). Mas podes também ter uma assistente virtual para te ajudar em algumas questões pontuais, podes ter alguém que esteja relacionado com o marketing, ou um gestor de tráfego. O conselho que te dou é que antes de delegares tu saibas fazer a tarefa (mesmo que só os conceitos mínimos) para teres a noção da exigência da tarefa e do tempo que leva.

Não penses nisso como um desperdício de dinheiro, mas sim no tempo que vais ganhar para te dedicares aos outros aspetos do teu negócio e também à tua família, filhos, afinal um dos objetivos de sermos empresárias é termos mais tempo.

Se estiveres numa situação financeira que ainda não te permite delegar, podes sempre começar a definir o que eventualmente irás delegar para outras pessoas (aquelas tarefas que são mais chatas para ti, ou que não gostas de fazer,  ou que consomem muito do teu tempo) e assim dedicares-te ao crescimento do teu negócio.

Espero que este post tenha sido útil para ti!

Consultoria e Mentoria para Empreendedoras

Nós coletamos e processamos seus dados, conforme o GDPR e nossas Políticas, para prestar nossos serviços e permitir o funcionamento adequado deste site.